Religião

Oração da noite

Oração da noite

A Oração das Vésperas (também chamada de Vésperas) faz parte da Liturgia Diária das Horas, também conhecida como Ofício Divino.

Na Liturgia das Horas, a Igreja cumpre o mandamento de Jesus de “orar sempre” (Lucas 18,1; ver também 1 Tessalonicenses 5,17). Através desta oração, o povo de Deus santifica o dia pelo louvor contínuo a Deus e orações de intercessão pelas necessidades do mundo.

A Liturgia das Horas inclui vários momentos específicos de oração. Os momentos mais importantes, chamados de “horas da dobradiça”, são a Oração da Manhã (que ocorre ao levantar-se) e a Oração da Tarde (que ocorre quando o crepúsculo começa a cair).

As outras horas são o Ofício das Leituras (um serviço com uma leitura bíblica e uma leitura dos Padres ou Escritores da Igreja ou uma leitura relacionada com um santo que pode ter lugar a qualquer hora do dia), uma Oração Diurna (que pode ter lugar ao meio-dia, meio-dia ou meio-dia) e a Oração Noturna (feita antes de dormir).

Bispos, sacerdotes, diáconos e muitos homens e mulheres de vida consagrada rezam a Liturgia das Horas todos os dias.

O seu trabalho organiza-se em torno desta oração, mantendo Deus sempre no centro dos seus dias. Os leigos são encorajados a rezar também a Liturgia das Horas, especialmente a oração da manhã e da noite. Muitas paróquias nos Estados Unidos programam regularmente a oração comunitária da manhã e da noite.

A oração da noite agradece pelo dia que passou e faz um sacrifício noturno de louvor a Deus (ver Salmos 141:1).

A estrutura da Oração da Noite é a seguinte:

Verso introdutório

A Oração começa com o Sinal da Cruz, um pedido de ajuda de Deus e uma doxologia de louvor.

Hino

A introdução é seguida por um hino adequado à estação ou evento.

Salmo do dia

O canto ou recitação dos Salmos segue o hino. Na Oração da Noite, a salmodia consiste em dois salmos (ou duas partes de um salmo mais longo) e um cântico (ou hino) retirado das Epístolas ou do Livro do Apocalipse no Novo Testamento.

Oração da noite

Os Salmos são uma parte importante da oração da Igreja. Ao rezar os Salmos, a Igreja segue o exemplo de Jesus, pois também ele rezou os Salmos (ver, por exemplo, Mateus 27:46 e Marcos 15:34 que citam o Salmo 22 ou Lucas 23:46 que cita o Salmo 31). Os cânticos do Novo Testamento vêm dos primeiros dias da Igreja.
Cada Salmo é precedido por uma antífona.

A antífona chama a atenção para o significado espiritual do Salmo, particularmente qualquer significado especialmente apropriado para a festa ou estação. Quando os Salmos são cantados, a antífona dá o tom (ou melodia) para o canto.

Cada salmo é seguido por um breve período de reflexão silenciosa. Pode ser seguido por uma breve oração destacando temas importantes do Salmo.

Leitura das Escrituras

A salmodia é seguida de uma leitura da Sagrada Escritura (a Bíblia). Esta leitura pode ser seguida de um período de silêncio ou de uma breve reflexão.

Responsivo

Um responsório curto é cantado ou recitado. Este responsório destaca os temas da leitura ou do tempo e conclui com uma doxologia de louvor.

Cântico Evangélico

Nas Vésperas, os reunidos cantam ou recitam o Cântico de Maria, também chamado de Magnificat após a primeira palavra do texto latino desta oração. Este cântico vem de Lucas 1:46-55. Maria cantou esta canção ao encontrar sua parenta Isabel, um encontro que aconteceu logo depois que Maria concordou com o plano de Deus de que ela desse à luz seu Filho, Jesus.

Este Cântico é tratado com a reverência dada à leitura do Evangelho na Missa. É introduzido com uma antífona e o Sinal da Cruz e conclui com uma doxologia de louvor e repetição da antífona. Nas celebrações de particular solenidade, faz-se acompanhar de incenso.

Intercessões

Nas Intercessões, os reunidos rezam pelas necessidades da Igreja e do mundo. Essas intercessões geralmente incluem uma oração por aqueles que morreram.

Pai Nosso

As intercessões terminam com a Oração do Senhor (também chamada de “Pai Nosso” ou ” Pater Noster “). Jesus ensinou esta oração aos seus discípulos quando perguntaram como rezar (cf. Mt 6,9-13, Lc 11,2-4).

Nesta oração, as pessoas unem suas vozes para orar pela vinda do reino de Deus e pedir a Deus que supra nossas necessidades, perdoe nossos pecados e nos leve à alegria do céu. Todos os dias, o Pai Nosso é rezado pela Igreja na oração da manhã, na oração da noite e na missa.

Oração final

O celebrante então oferece uma oração final de louvor e intercessão a Deus. Esta oração é apropriada para a época da Igreja.

Demissão

A menos que um leigo esteja presidindo, o celebrante abençoa o povo e os dispensa da celebração, convidando-os a “ir em paz”. Quando um leigo preside, os presentes pedem a bênção de Deus e são dispensados ​​como de costume.

Oração da noite Read More »

O que é oração?

O que é oração?

Então, o que é oração? A oração não é uma liberação emocional ou uma rota de fuga. É muito mais do que apenas pedir um favor a Deus.

E definitivamente não é um exercício religioso. Deus responde à fé, então apenas repetição e palavras bonitas não chamam a atenção de Deus. Seu objetivo na oração é ser eficaz. A oração eficaz é a chave para o sucesso em todas as áreas da vida.

A oração é uma atitude. É se comunicar e ter comunhão com Deus. Você pode viver em atitude de oração a cada momento, estando em contato constante com Deus. Você pode estar pensando: Mas não posso passar todo o meu tempo em oração!

Sim você pode! Em 1 Tessalonicenses 5:17 (Versículo do Dia), o apóstolo Paulo instruiu a Igreja a “orar sem cessar”. Lucas 18:1 diz: “Os homens devem orar sempre e não desanimar”.

A prioridade número 1 no coração de Deus é passar um tempo de qualidade conosco diariamente. Precisamos ser capazes de ouvir Sua voz.

Como é passar o tempo com Deus?

Quanto mais tempo você passar na presença de Deus, mais você agirá e pensará como Ele. Ele precisa de pessoas que orem – não apenas quando pensam nisso, mas todos os dias.

Sua reação humana natural ao chamado para oração pode ser dizer: “Ei, mal tenho tempo para lidar com as crises em minha vida agora. Não posso me dar ao luxo de gastar mais tempo em oração!” Mas a verdade é que você não pode deixar de fazê-lo.

O que é oração?

É quando começamos a fazer da oração nossa prioridade – deixar de lado as coisas naturais e tomar as coisas de Deus – que a glória de Deus se refletirá em nós. É apenas uma questão de reorganizar suas prioridades.

O Senhor lhe mostrará exatamente o que você precisa fazer para eliminar certas coisas de sua vida que roubam seu tempo com Ele. Ele também lhe dirá para fazer certas coisas que o ajudarão a adquirir o hábito de passar tempo com Ele.

Você pode criar bons hábitos em Deus da mesma forma que pode criar maus hábitos. Se você se dedicar habitualmente a entrar em contato com Ele diariamente por meio da oração e da leitura da Bíblia, isso se tornará um estilo de vida para você.

Como faço para orar a vontade de Deus para minha vida?

Frequentemente, os cristãos se preocupam se estão ou não orando de acordo com a vontade de Deus. Para realmente honrar a posição de Deus, devemos orar pelo que Ele já declarou ser a Sua vontade. A Palavra de Deus é a Sua vontade.

Ele fez algumas promessas muito específicas nele. E é Sua vontade cumprir cada uma delas. Precisamos pegar nossas Bíblias e descobrir qual é a vontade de Deus.

Quando você ora a Palavra de Deus como está escrita na Bíblia, conhecendo a Sua vontade de antemão, você não está mais orando apenas esperando obter resultados. Você não está tagarelando um monte de palavras que soam religiosas. Você está orando esperando obter resultados.

Você está orando corretamente porque está orando exatamente as palavras que Deus deu como Sua vontade para ser feita na terra.

Deus quer que sua vontade seja feita na terra como no céu. Não ore pelo seu problema. Ore o que Deus disse que fará: “O meu Deus suprirá todas as [minhas] necessidades segundo as suas riquezas na glória por Cristo Jesus” (Filipenses 4:19).

Talvez você tenha se perguntado a princípio: Deus me ouviu? Primeiro João 5:14-15 diz: “Se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve; tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que dele fizemos”.

Então, antes de orar, tome a decisão de obter resultados, então ore o que a Bíblia diz, esperando que Deus se mova.

Não ore apenas o que você lembra que a Palavra de Deus diz. Leia-o! Mesmo que você tenha lido essa promessa centenas de vezes, leia-a novamente.

Alimente-se com o que ele diz repetidas vezes. Um dia, você lerá um versículo familiar e de repente Deus lhe dará a maior revelação que você já teve em sua vida.

E será exatamente o que você precisa saber para orar efetivamente sobre sua situação atual. Encontre a promessa que se aplica à sua situação e ore pela resposta em vez do problema.

O que é oração? Read More »

5 pensamentos para ser mais piedoso

5 pensamentos para ser mais piedoso

Seja persistente na oração -Romanos 12:12

Todo cristão gosta da ideia de ser um homem ou uma mulher de oração. Aqui estão cinco pensamentos para ajudá-lo a cultivar uma vida de oração.

1- A oração é dificil para todos

O reconhecimento de que a oração é difícil para todos costuma ser libertador. Somos propensos a colocar a culpa em nós mesmos por sermos os únicos que lutam para manter uma vida de oração vibrante.

Mas o grande número de vezes que a Bíblia nos instrui e nos encoraja a orar deve ser libertador; a oração é difícil para todos. Existem outras áreas da vida em que você continua, embora sejam difíceis?

Não é interessante que de todas as coisas que Jesus ensinou a seus discípulos, aquela registrada para nós nas escrituras é sobre como orar? E então considere todas as admoestações do Novo Testamento. (Cerca de 338 menções de oração no NT) A oração é difícil para todos nós, mas a Bíblia é clara: cultive uma vida de oração.

2- Desacelere

Existem muitas distrações que surgem em nosso caminho neste mundo. Nossa era digital encurtou nossos períodos de atenção, levando à dificuldade de estabilizar nossas mentes e nossos corações. Colocar sua atenção em uma coisa central por um longo período de tempo não é mais normativo.

Com as mídias sociais e a TV, nos acostumamos a passar rapidamente pelas informações, de um conteúdo para outro. Mas a oração não é isso. A oração é como fazer chá. Embeber leva tempo. É um processo lento.

5 pensamentos para ser mais piedoso

Talvez uma das razões pelas quais você não gostou da oração nem teve muito sucesso nela é porque você a trata como um micro-ondas. Não estou dizendo que todos nós temos a capacidade de passar 3 horas por dia em oração. Mas o tempo que você atribui deve ser marcado pela lentidão.

Uma dica prática que tem sido útil para mim nessa área é definir um cronômetro de 10 minutos no meu telefone e colocá-lo a alguns passos de distância de mim. Então eu digo: “Não vou me preocupar com mais nada até que meu cronômetro toque”. Isso me ajudou a manter o foco, ser intencional com o tempo e desacelerar. A oração é para ser repousante.

A oração apressada não é uma oração pacífica, assim como somente ler o salmo do dia.

3- A oração é mais que uma lista de compras

Muitos de nós lutamos com períodos contínuos de oração porque nunca exploramos o que a oração significa além de simplesmente pedir coisas.

Deus se deleita em nossas petições, mas a oração deve incluir uma realidade mais profunda para nós, se quisermos nos apaixonar por ela. Tim Keller nos ajuda a ver a oração sob uma nova luz quando diz:

“A oração é a única porta de entrada para o autoconhecimento genuíno. É também a principal maneira pela qual experimentamos uma mudança profunda – a reordenação de nossos amores. A oração é como Deus nos dá tantas das coisas inimagináveis ​​que ele tem para nós. De fato, a oração torna seguro para Deus nos dar muitas das coisas que mais desejamos. É a maneira como conhecemos a Deus, a maneira como finalmente tratamos Deus como Deus. A oração é simplesmente a chave para tudo o que precisamos fazer e ser na vida.”

A oração é um pouco como um relacionamento, para mantê-lo vibrante devemos atiçar as chamas do afeto. A maioria das pessoas não se apaixona pelo ato de namorar, elas se apaixonam por alguém, e o namoro é o caminho pelo qual elas crescem com essa pessoa. É assim que a oração funciona em nosso relacionamento com Deus.

Veja a oração como uma forma de estar com Deus, de comungar com Ele.

4- A oração é um mistério

Se uma transcrição de sua vida de oração do ano passado fosse impressa, como seria?

É principalmente sobre você? Mais uma vez, não há problema em orar por nós mesmos. Mas se você nunca ora por sua família, amigos, sua igreja, outros ministérios, missionários, governos, pessoas que conhece, seu cabeleireiro, seu garçom ou seu cônjuge… isso pode ser um bom indicador de que sua vida está centrada em você.

A oração é um ministério. Charles Spurgeon nos lembra disso com uma citação séria para jovens pregadores:

Um certo pregador, cujos sermões convertiam homens aos montes, recebeu uma revelação do céu de que nenhuma das conversões se devia a seus talentos ou eloqüência, mas todas às orações de um irmão leigo analfabeto, que se sentava nos degraus do púlpito, implorando todo o tempo para o sucesso do sermão.

Pode ser assim conosco no dia que tudo revela. Podemos descobrir, depois de ter trabalhado longa e exaustivamente na pregação, que toda a honra pertence a outro construtor, cujas orações eram ouro, prata e pedras preciosas, enquanto nossos sermões separados da oração eram apenas feno e restolho.

5- Seja realista, pequenas mudanças define sua história

Se dois barcos estiverem navegando na mesma linha reta e um deles virar o leme 0,5 graus fora do curso, a mudança diária não parecerá tão drástica.

Mas conforme o tempo se move em pequenas trajetórias, movem-se grandes distâncias. Uma grande vida de oração não é criada em um dia, elas são cultivadas ao longo de muitos anos de pequeno crescimento.

De que maneira você pode começar hoje a cultivar uma vida de oração?

Cultivando minha própria vida de oração.

5 pensamentos para ser mais piedoso Read More »

Rolar para cima